Skip to main content

Parque Nacional das Ilhas Atlânticas

O Parque Nacional das Illas Atlánticas foi criado em 2002 e é constituído por quatro arquipélagos, Cortegada, Sálvora, Ons e Cíes, situados na costa ocidental da Galiza, com um total de 8.333 hectares, dos quais 7.285,20 hectares são marinhos. Illas Atlánticas é o único parque nacional da comunidade galega e é o décimo mais visitado de Espanha.

A flora do Parque Nacional das Illas Atlánticas tem como padrão principal a sua extensa floresta laurissilva, os corais e as mais de 200 espécies de algas que crescem nas suas águas. Quanto à fauna, predominam as aves como os corvos-marinhos e as gaivotas-de-patas-amarelas, embora a presença de golfinhos também seja digna de registo.

O arquipélago de Cortegada está situado na ria de Arosa, na província de Pontevedra. Este arquipélago é constituído pela ilha principal, Cortegada, e por outras ilhas mais pequenas conhecidas como Malveira Grande, Malveira Chica, Briñas e o ilhéu de Cón. Este arquipélago é caracterizado por um relevo plano, por características estuarinas e por uma exuberante floresta laurissilva no interior da ilha principal.

O arquipélago de Sálvora está situado na foz da ria de Arosa e é constituído pela ilha de Sálvola e por vários ilhéus denominados Vionta, Con de Noro, Herbosa, Rúa Insuabela, Gaboteira, Sagres e Forcadiñas. Na ilha de Sálvola, é possível visitar uma aldeia abandonada onde ainda se conservam os utensílios utilizados pelos habitantes na sua vida quotidiana. Uma das principais características da ilha são as esculturas que o efeito do vento criou na mistura de pedras e sal.

Na ria de Pontevedra encontra-se o arquipélago de Ons, um dos mais conhecidos do Parque Nacional das Illas Atlánticas. Este arquipélago é constituído pela ilha de Ons, a ilha de Onza e o ilhéu de Freitosas. Tem algumas zonas rochosas junto a dunas e zonas arenosas.

E, por último, o símbolo do parque nacional situado na foz da ria de Vigo, o arquipélago das Cíes, constituído pelas ilhas de Monteagudo, Faro e San Martiño e pelos ilhéus Agoreira, Penela dos Viños, Carabelos e Ruzo. Este arquipélago é considerado um Parque Natural desde 1980, uma Zona de Proteção Especial para as Aves desde 1998 e um Sítio de Importância Comunitária desde 2001. As Cíes caracterizam-se por um relevo muito variado, com falésias escarpadas de um lado da ilha e praias de areia tranquila do outro. As ruínas de uma fábrica de salga, de um moinho de água e de um mosteiro mostram que esta foi uma das fortalezas mais povoadas da Galiza.

¿Tienes alguna duda?

Nuestro equipo a tu disposición para resolver tus dudas.

× WhatsApp